COMUNICADO DE IMPRENSA SOBRE O DIA DAS LETRAS DE 2020 E O DECRETO DO PRINCIPADO DE ASTURIAS SOBRE OS NÍVEIS DE COMPETÊNCIA DO GALEGO EN ASTURIAS.

COMUNICADO DE IMPRENSA SOBRE O DIA DAS LETRAS DE 2020 E O DECRETO DO PRINCIPADO DE ASTURIAS SOBRE OS NÍVEIS DE COMPETÊNCIA DO GALEGO EN ASTURIAS.

Desde LiGanDo queremos comunicar a nossa satisfação pelos avances que se dão esta semana em dois aspetos que nos consideramos fundamentais para o futuro idioma galego.

O primeiro foi a decisão de adjudicar o Dia das Letras Galegas à figura de Ricardo Carvalho Calero. Entendemos que este feito vai permitir colar a figura do escritor no lugar que se merece e evidencia que a figura e obra de Carvalho Calero é merecedora deste reconhecimento. Entendemos que só os prejuízos de caráter ideológico impedirão que nos anos anteriores se aprovasse à sua designação pelos académicos da RAG. Os parabéns da nossa organização à RAG e os seus académicos pela retificação.

Com respeito ao Dia da Letras do 2020 LGD entendemos que não só tem que servir para profundar no estudo e dar conhecer a obra de Carvalho Calero senão também para abrir um debate cultural e social sobre o reintegracionismo como escolha válida a ora de escrever o galego. Entendemos que está escolha converte o nosso idioma numa fala internacional usada por milhões de pessoas repartidos por todo o planeta. Com o reconhecimento da figura de Carvalho Calero para o ano 2020 há um avance importante no binormativismo que LGD já incluiu na sua ata de fundação.

Aproveitamos, também, esta comunicação para fazer um chamamento aos afiliados/as do BNG e das organizações da sua entorna (CIG, ADEGA, FRUGA, …) que defendem a normalização do uso da variante reintegracionista para que pressionem as suas direções na linha de avançar no reconhecimento do binormativismo como a melhor opção de defender o uso normalizado e super-vivéncia do galego.

Desde LGD esperamos que desde já as organizações citadas usem o galego internacional para a elaboração de comunicados e escritos sobre o Dia das Letras de 2020 e a figura de Carvalho Calero.

A segunda causa de satisfacción e a aprobación, este venres 21 de Xuño, por parte do Principado de Asturias do Decreto que establece os niveis de competencia do galego en Asturias (galego asturiano) aos efectos do Marco Común Europeo de Referencia das Linguas, e regula os exames oficiais. En concreto regula que haberá certificados a nivel básico (A1 e A2), medio (B1 e B2) e avanzado (C1). Estes Decreto iguala ao galego en Asturias con outros idiomas como o galego, euskera, castelán, inglés, … xa que contan co mesmo procedemento de certificación.* nota 1

Desde LGD entendemos que a elaboración do proxecto normativo para regular os niveis competencias do galego en Asturias que aparece recoñecido como galego asturiano no Estatuto de Autonomía do Principado debe avanzar no achegamento, desta variante do galego usado no occidente de Asturias e algún concello oriental da provincia de Lugo, cara o galego normativizado pola RAG como o mellor xeito de dar utilidade, futuro e alcance internacional á esta variante do galego tamén coñecida como galego oriental ou galego do Eo-Navia.

Nota 1: LiGanDo é unha organización política arredista que nace para traballar na CAG e nos territorios estremeiros e por iso esta legalizada diante do Ministerio do Interior para a actual Comunidade Autónoma de Galiza, e os territorios estremeiros do Eo-Navia e o Bierzo.

Galiza, 23 de Xuño de 2019.


Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará