Não temos medo.

Não temos medo.

Hoje é um dia importante e não pela declaração da independência de Catalunha e porque nos vão demostrar ate que punto estão dispostos a abrir novamente as cunetas na Catalunha, em Euskadi, na Galiza. A Espanha das auntonomias passa hoje a ser passado e só a valentia dos que acreditamos que é possível viver em paz e em liberdade será quem de construir um futuro melhor para todos; donde o delito seja ameaçar com fusilar pessoas e não querer votar para decidir o futuro dum povo.
 
Galiza não está participando no “desafio” catalã e só houve apoios de solidariedade ao processo catalã dentro do atual marco legislativo fazendo uso da liberdade de expressão. Em Galiza, polo tanto não há justificação para forçar nos a retroceder nem um centímetro, nem para fazer a mais mínimas das repressões ou ameças. Galiza tem os seus tempos e o seu jeito de passar pelo mundo e só desde as entranhas escuras da alma dos que nos governam se poderia modificar leis ou iniciar a caça moral ou física dos que acreditamos na causa nacional galega.
 
Hoje em Catalunha começa algo mas é ao povo catalã o que lhe corresponde decidir o seu futuro a nós só nos corresponde ser solidários, clamar pela democracia, fazer chamamentos a não violência, apoiar o direito a decidir, estar em contra da repressão, …. Hoje, em Catalunha, olharemos de jeito muito claro um conflito entre Espanha e uma das suas colonias, mas essa colonia não é a nossa e pelo tanto não nos corresponde ser a nós, aos que acreditamos na causa nacional galega, importar o conflito ao nosso povo, por responsabilidade com o povo que queremos liberar. Corresponde isso sim NÃO TER MEDO.
Miguel Anxo Abraira
Porta-voz nacional de LiGanDo

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará