As minhas respostas às vossas críticas!

As minhas respostas às vossas críticas!

Há uns dias que saiu publicada em Galicia Confidencial uma entrevista que nos fizer a Carlos Aenlle Varela e mais a mim pela recém criação do partido político arredista LIGANDO. A entrevista contou com bastantes leituras ou quando menos bastantes comentários muitos deles críticos com o feito de defender a causa nacional galega, outros por ser ser uns “frikis” e também por não cumprir com o nacionalismo galego ortodoxo.

Dende aqui quero responder a este três grupos principais de críticas:

A respeito de ser uns “frikis” há que dizer-lhe que  antes de chamar-nos raros e extravagantes seria bo que aproveitando que terem conexão a Internet indagaram um pouco sobre peak oil, decrescentismo, eco-feminismo e também sobre o que se chama Galiza estremeira ou Galiza irredenta e seguro que toparamcom não poucae informação sobre temas que desconhecempero que existem. Se fizeram assim saberiam que detrás das palavras e os conceitos “raros” que empregamos há movimentos internacionais de muita importância que na Galiza também existem.

Ao grupo que nos ataca por defender a causa nacional galega dizer-lhes que se terem problema com idiomas ou com o feito de que existamos pessoas que na sua “nação” defendemos posturas nacionalistas, independentistas, arredistas se deve, com total seguridade, a que construirão o seu estado em territórios que não lhes pertencem. Também lhes quero dizer que seria bom que se preocuparem mais da podredume que há no coração da sua Espanha porque a corrupção generalizada, o roubo sistemático, a realeza corrupta, a falsa justiça, as altas taxas de paro, os desfiuzamentos e um longo número de exemplos mais do podre que esta a nação que eles defendem não é culpa dos nacionalismos periféricos senão que o é dos sectores que mais defende o patriotismo espanhol. Será por aquilo de ter mais onde roubar. Lembrar-lhes também que as fronteiras dos estados mudam com muita facilidade , que reparem no que tem acontecido em Europa nos últimos 50 anos. Seria bom que tiveram presente os nacionalistas-imperialistas espanholes que há menos de 50 anos a mesma fronteira espanhola teve uma importantes modificação.

Aos nacionalistas galegos dizer-lhes que nós não consideramos as sua postura e a defensa do seu ideário e imaginário coletivo um problema para nós. Só dizemos que de pouco serve um nacionalismo galego muito autentico se não é quem de suscitar apoios no seu povo ou se este remata sucumbindo a princípios que negam o nosso ser e nossos direitos.

De momento caminhamos poucos mais temos a esperança de ligar com a gente galega e de construir um futuro seguro e comum desde a galeguia que nos une.

Saudações.

Unha idea sobre “As minhas respostas às vossas críticas!

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará Os campos obrigatorios están marcados con *